Licenças Oracle – Named User para Aplicações Web

Muitos clientes já me perguntaram, ao ver a tabela de preços da Oracle, se é possível utilizar a Licença por Usuário – bem mais barata que a por Core – e pagar apenas por 1 usuário, que é o que a Aplicação (Web ou não, Client – Server ou em 3 camadas) utiliza para conectar-se ao Banco de Dados.

Essa é uma dúvida comum. Mas o Larry não nasceu ontem.

Usuário nomeado deve ser uma pessoa com nome próprio, como “Ricardo Portilho”, ela deve existir. E se for um não humano, cada conexão individual contará como um usuário.
E se for uma aplicação Web, o número de pessoas reais também deve ser mensurado (o que pode ser impossível).

Olha só o texto na íntegra da licença (http://www.oracle.com/corporate/pricing/technology-price-list.pdf):

Named User Plus: is defined as an individual authorized by you to use the programs which are installed on a single server or multiple servers, regardless of whether the individual is actively using the programs at any given time. A non human operated device will be counted as a named user plus in addition to all individuals authorized to use the programs, if such devices can access the programs. If multiplexing hardware or software (e.g., a TP monitor or a web server product) is used, this number must be measured at the multiplexing front end. Automated batching of data from computer to computer is permitted. You are responsible for ensuring that the named user plus per processor minimums are maintained for the programs contained in the user minimum table in the licensing rules section; the minimums table provides for the minimum number of named users plus required and all actual users must be licensed.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.